Receitas de ‘Culinária Libanesa’

postheadericon Kibe Libanês (Receita Original de Família)

Kibe

Ainda na onda libanesa, hoje quero compartilhar com vocês a receita da minha família de Kibe (pra quem ainda não sabe, tenho ascendência libanesa). Aquele Kibe, cujo qual fui apresentada desde novinha, e que tem gosto de lembranças pra mim.

Como eu sempre costumo falar aqui e volto a ressaltar, o grande segredo, não só do Kibe, como do Charuto também, são os temperos verdes: Hortelã Miúda (aquela do suco de abacaxi), Hortelã Pimenta e Alfavaca. Capriche nesses ingredientes sem economizar e você com certeza terá um prato saborosíssimo.

A receita de Kibe que vou compartilhar é da massa de Kibe Cru. Você pode consumi-lo Cru, acompanhado de um Homus Tahine ou de uma deliciosa Coalhada Seca. Porém nada te impede de fazer o Kibe Assado com um bom recheio de carne moída ou até mesmo de fritá-lo. A única observação importante é:

Quando vamos comer o Kibe Cru, colocamos um pouquinho de água gelada (mas bem pouquinho mesmo) só pra deixá-lo mais molinho. Porém, NÃO COLOQUE água na massa do Kibe se pretende fritá-lo, para evitar que ele estoure todo no momento da fritura.

Vamos então aos Ingredientes?

Ingredientes:

  • 500g de trigo para Kibe
  • 600g de Patinho Moído (de preferência fresco, ou seja, sem ter sido congelado e descongelado)
  • 2 cebolas médias picadas em cubinhos pequenos (ou se preferir, ralada. Mas cuidado!!!!! Se for ralar, por favor, escorra aquela água que solta da cebola, se não seu kibe ficará amargando por conta daquela água. Isso é regra básica para tudo na vida: NUNCA USE A ÁGUA QUE SOLTA DA CEBOLA!)
  • Folhas de 1 Amarradinho de Hortelã miúda (Apenas as folhas mesmo) (Aquela que a gente usa pra fazer suco de abacaxi. Atenção: Se o amarradinho for muito pouquinho, ou você tiver q descartar muitas folhas dele, pode usar 1 e ½, pois em comida árabe a gente não economiza nos temperos verdes )
  • Folhas de 1 Amarradinho de Alfavaca (Apenas as folhas mesmo) (A mesma observação da Hortelã miúda vale para a Alfavaca, se o amarradinho for muito pouquinho, pode usar 1 e ½, pois em comida árabe a gente não economiza nos temperos verdes)
  • 8 a 10 folhas aproximadamente de Hortelã Pimenta.
  • Sal, a gosto
  • Pimenta-do-Reino, a gosto
  • Azeite de oliva, para ajudar a umidificar a massa (não coloque demais, para não ficar muito oleoso, a função do azeite na massa do Kibe é apenas para ajudar a umidificar. Na hora de comer, aí sim você pode colocar azeite à vontade)
  • 1 Processador de Alimentos com lâmina de corte, para processar a massa de Kibe.

Leia o restante desta receita »

postheadericon Charutos de Folhas de Uva (Receita Maria Luísa Veggi)

charuto-01

Como muitos já sabem, a culinária libanesa é tradição na minha família, já que somos descendentes de libaneses e crescemos familiarizados com charuto, kibe, homus, tabule e todas as outas delícias libanesas.

A receita que escolhi compartilhar hoje com vocês é de Charutos de Folhas de Uva da minha tia e madrinha Maria Luísa Veggi, que essa semana veio aqui pra Cozinha da Nat me ensinar o passo-a-passo de como executá-la. O resultado não precisa nem dizer né? Simplesmente uma delícia! Maridão que o diga!

Sobre as folhas de uva… por ser complicado encontrar uma parreira por perto para adquirir folhas frescas, utilizei então as folhas de uva em conserva. Como fizemos apenas uma quantidade para 2 pessoas, eu usei a metade do vidro e todos os ingredientes abaixo são proporcionais ao meio vidro de folhas de uva. Mas sinceramente, o rendimento dava pra 4 pessoas comerem e ficarem satisfeitas (lógico que não até “estourarem”, mas daria pra ficarem sim, satisfeitas)

folhas-de-uva

Pra quem não conhece, essas são as folhas de Uva em Conserva. Elas vêm em um vidro tipo de Palmito.

Ingredientes:

  • 1/2 vidro de Folhas de Uva em Conserva
  • 500 g de Patinho Moído
  • 250 g de Arroz Agulhinha Cru
  • Hortelã “miúda” picadinha (Aquela que a gente coloca no suco de abacaxi), a gosto (eu capricho bem na hortelã miúda, lógico que não vamos deixar o charuto SÓ com gosto de hortelã, mas não coloque uma quantidade insignificante. O segredo do charuto é um bom tempero do recheio com os temperos verdes)
  • Alfavaca picadinha, à gosto (capricho bem na alfavaca assim, como na hortelã, sem deixar o charuto SÓ com gosto de Alfavaca também)
  • Hortelã “pimenta” picadinha, a gosto (capricho bem também na quantidade assim como nos demais temperos verdes citados acima)
  • 1 cebola picada em brunoise
  • 3 dentes de alho, amassados
  • 2 tomates pequenos, picados em cubinhos
  • Pimenta do Reino, à gosto
  • Sal, a gosto
  • Fondor, a gosto
  • Rodelas de Batata para cobrir o fundo da panela onde irá cozinhar os charutos
  • 1/2 xícara de Extrato de Tomate

Leia o restante desta receita »

postheadericon Homus Tahine – Receita Original Libanesa

Homus Tahine

Pessoal, como vai?

Pra quem não sabe, eu sou descendente de libaneses, e como todo bom descendente, gosto de manter a originalidade das receitas de família. Por isso reproduzi a receita da minha avó e da minha tia para o Homus,  e posso garantir que o que elas fazem é o melhor que já comi.

Quase todas as receitas que vemos por aí de Homus coloca-se alho, cominho e até com canela já vi. A receita que venho compartilhar com vocês não tem nada disso, é a mesma que a minha bisavó que veio do Líbano fazia e as gerações subsequentes seguiram.

Anotem os ingredientes e mãos a obra.

Ingredientes:

  • 250 g de grão de bico.
  • 1 colher e 1/2 (sopa) de Tahine (Pasta de Gergelim. Eu não ganho nada pra fazer propaganda pra ninguém, mas para preservar a qualidade da receita, eu digo que dou preferência ao Tahine da marca Istambul, pois os outros que já usei, que não são dessa marca, são uma pasta mais mole e tem gosto de amendoim, o que com certeza comprometerá o resultado final do seu Homus. Este da marca Istambul é difícil até pra tirar da latinha com a colher porque é bem firme e tem o gosto original concentrado do gergelim.)
  • Caldo do cozimento do grão de bico (o quanto baste para dar consistência ao Homus e facilitar na hora de bater no liquidificador)
  • Azeite (o quanto baste para dar consistência ao Homus e facilitar na hora de bater no liquidificador)
  • Sal, a gosto
  • Pimenta do reino, a gosto
  • Fondor, a gosto
  • Suco de 1 limão médio (se você gostar menos azedinho, coloque primeiro só o suco de meio limão e prove, se achar que pode colocar a outra metade, siga em frente. Eu particularmente gosto dele mais azedinho e coloco o limão inteiro.)

Leia o restante desta receita »

postheadericon Tabule Sírio-Libanês

tabule-01

Esta receita é a minha versão favorita de tabule, feita sempre pela minha vó que é descendente de libaneses e por isso gosto tanto. Há que coloque pepino, cebola, noz moscada, isso fica a critério de quem for fazer, se gosta ou não. Eu particularmente prefiro o tabule assim, simples e delicioso.

Ingredientes:

  • 200g de trigo para kibe
  • 2 tomates pequenos ou 1 grande picado em cubinhos sem sementes
  • Hortelã (miúda, como costumam chamar) picadinho, a gosto (Eu coloco uma quantidade que enche a minha mão)
  • Cebolinha picadinha, a gosto (Eu coloco uma quantidade que enche a minha mão)
  • Sal e pimenta-do-reino, a gosto
  • Zaatar, a gosto (opcional)
  • 3 colheres (sopa) de suco de limão
  • Azeite, a gosto

Leia o restante desta receita »

postheadericon Coalhada: Fresca e Seca

Coalhada Fresca

Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada por coalhada em todas as suas variações, especialmente a coalhada seca. Por isso, hoje, gostaria não apenas ensinar como fazer as variações da coalhada, mas também falar um pouquinho ao seu respeito, afinal cultura na cozinha também é super válido e interessante.

A coalhada é o leite fermentado e neste processo de fermentação são mantidos os minerais, as vitaminas e a gordura. Porém, o açúcar do leite é reduzido, o que evita distúrbios digestivos. O alimento é classificado no grupo de alimentos construtores, aqueles que nos fornecem substâncias para a construção e reparação constante do nosso corpo (ossos, músculos etc.).

A coalhada é repleta de benefícios para o ser humano, tem elevado valor nutritivo, melhora a digestão da lactose, aumenta o período de conservação do leite, aumenta o sistema imunológico e é capaz de restaurar a flora intestinal, auxiliar no combate à osteoporose (que afeta principalmente as mulheres na fase da menopausa), além de auxiliar na criação de massa muscular, quando ingerida após os exercícios físicos.

Com tantos benefícios que a coalhada trás pra nossa saúde, o que acha de aprender a fazê-la de forma simples e prática?

Leia o restante desta receita »

Arquivos
Siga-nos no Face
Facebook
Medidas Culinárias
Conversão
Contribuições
Publicidade
Temaki Sushi Online

Levate Centro

Anuncie
Publicidade
Publicidade